Partilhar:

Durante a menopausa o corpo sofre uma série de mudanças às quais é necessário adaptar-se. Ter a informação adequada em cada momento facilitará este tempo de mudança. Por isso, queremos dar-lhe toda a informação necessária sobre os problemas sexuais mais frequentes na menopausa e, sobretudo, sobre como lidar com eles. Isto porque, infelizmente, a menopausa pode chegar a afetá-la a diferentes níveis: pessoal, profissional, emocional e também a nível íntimo e sexual.

Porém, não há razões para desanimar. Esta é uma fase da vida da mulher que pode ser vivida com alegria e boa-disposição de outros tempos, desde que com o estado de espírito certo e algumas dicas importantes que deve pôr em prática.

 

Como lidar com os problemas sexuais na menopausa

É possível que não entendamos todas as mudanças que se produzem no nosso corpo, mas é muito importante entender que as relações sexuais não terminam quando a menopausa começa. Essa é uma ideia antiga que pressupõe que a sexualidade acaba quando a mulher atinge uma certa idade — e obviamente que assim não é. 

O sexo pode e deve ser usufruído nesta fase da vida da mulher, já que vai deixá-la mais bem disposta — e, por exemplo, com uma pele mais luminosa e radiante. Contudo, deve estar preparada para algumas mudanças no seu corpo. Nós dizemos-lhe quais e como as contornar, de modo a que não se tornem um entrave à sua sexualidade.

Melhorar as relações sexuais

Conhecer o nosso corpo é uma parte importante do processo. A maioria das mulheres tem uma vida sexual satisfatória durante este processo mas é necessário entender as mudanças que se desencadeiam no seu corpo — para que se possa adaptar a elas sem que a sua vida sexual tenha de se ressentir.

De facto, a menopausa pode afetar as relações entre o casal de diferentes maneiras. Vejamos, por isso, os problemas sexuais mais frequentes na menopausa e como encontrar as respetivas soluções. 

problemas sexuais na menopausa

Secura vaginal

Um dos aspetos que muda na menopausa tem a ver com a secura na zona vaginal — que já não lubrifica como antes — o que pode até provocar secura e inclusivamente irritações. Isto faz com que se possa sentir dor durante as relações sexuais.

Contudo, este é um dos sintomas da menopausa mais fáceis de combater. Pode também perguntar na farmácia mais próxima e conseguir uma solução rápida. No mercado existe uma ampla gama de lubrificantes artificiais que permitem conseguir a lubrificação desejada — para que possa usufruir sem dor e em pleno das suas relações sexuais! 

Portanto, como vê, dizer adeus a este problema é relativamente simples.

 

Margen_blanco

Uma mulher pintando

Diminuição do desejo sexual

Outro dos grandes problemas sexuais na menopausa é a diminuição do estrogénio, que provoca uma diminuição da libido. De facto, uma em cada duas mulheres sente menos desejo sexual durante esta fase.

Por outro lado, há que ter em conta que esta diminuição da vontade de ter relações sexuais costuma associar-se também a outros fatores, como as irritações produzidas pela secura vaginal, os afrontamentos, o cansaço e as mudanças de humor.

Por isso, é necessário analisar as diferentes razões que a fazem sentir-se assim, para, quando conseguir identificá-las, lhes poder pôr um fim mais facilmente.Margen_blanco

 

Umas rosas no jardim

Menor intensidade nos seus orgasmos

Menor intensidade nos seus orgasmos é outra das características da menopausa. Isto porque, ao perder a tonificação no pavimento pélvico, os orgasmos e as contrações que os acompanham tendem a ser menos intensos.

No entanto, também neste ponto, há dicas que pode pôr em prática para voltar a ter orgasmos com a intensidade de outrora. Nesse sentido, recomendamos-lhe os exercícios de Kegel, com o objetivo de tonificar a zona pélvica. Além disso, a prática de pilates e yoga ajudá-la-ão a trabalhar uma respiração correta e orientada a melhorar as suas relações sexuais (entre muitos outros aspetos).

Como vê, se fizer um pequeno esforço para melhorar os problemas sexuais na menopausa — entre os quais a diminuição do desejo sexual e da excitação, assim como a dificuldade de lubrificação e a falta de tonificação pélvica —, não só melhorará as suas relações sexuais como também o seu estado físico e mental, no geral.

Margen_blanco

Mudanças de humor

Mudanças de humor que lhe tiram a vontade para qualquer atividade

A mudanças hormonais da menopausa provocam uma instabilidade emocional que culmina em mudanças de humor, tendência à irritabilidade e sensibilidade extrema — tudo sensações pouco agradáveis.

Por isso, é possível que a vontade de ter sexo diminua até níveis elevados e, consequentemente, a diminuição da frequência das suas reações sexuais poderá provocar-lhe uma maior irritabilidade. E porquê? Trata-se de um ciclo vicioso. A prática frequente de sexo favorece a libertação de endorfinas, faz-nos sentir mais relaxadas e mais bem-humoradas. Ora, na sua ausência, todas essas consequências positivas não acontecem, afastando-nos de todas as agradáveis sensações que a sua prática potencia.

A solução? Dar uma nova oportunidade ao prazer. Por isso, ainda que ao princípio não sinta muita vontade, faça um pequeno esforço.

Existem também algumas atividades que pode fazer, de modo a que esteja mais propensa para se entregar, de novo ao prazer. Por exemplo, leia literatura erótica, realize atividades de lazer com o seu parceiro, dedique tempo aos preliminares e desfrute do que o seu corpo — e o do sue parceiro — lhe pode oferecer.

Margen_blanco

Perder-peso-en-la-menopausia

Aumento de peso

As mudanças hormonais provocam alterações no metabolismo, aumentando a capacidade para reter gordura. Além disso, os estados emocionais instáveis podem criar mudanças na alimentação — que, por sua vez, se repercutem no indesejado aumento de peso.

Estas alterações fazem com que não se sinta tão bem consigo mesma e, por vezes, esse é um factor que a faz evitar o contacto íntimo e, consequentemente, as relações sexuais.

Antes de mais, é essencial gostar de si e do seu corpo. Por isso, é importante cuidá-lo através de uma alimentação equilibrada e do exercício físico regular. Aposte numa alimentação completa, com todos os grupos nutricionais, com especial atenção ao consumo de vegetais e fruta. E claro, não se esqueça de beber muita água! Quanto à atividade física, invista em caminhadas e/ou aulas de ginástica localizada — seja qual for a modalidade, o importante é mexer-se diariamente!

Só assim poderá trabalhar para um corpo mais saudável e também mais elegante. Consequentemente, terá uma autoestima redobrada e um estado de espírito bem mais positivo — sentindo-se, portanto, mais propensa a ter relações sexuais.

Marca-ClimaFort

Uma ajuda eficaz para a menopausa: ClimaFort®

rosas e climafortSe procura aliviar os seus afrontamentos e outros sintomas como a insónia ou a irritabilidade, tem de conhecer um poderoso aliado: ClimaFort®.

ClimaFort® é um complemento em cápsulas que já ajudou centenas de mulheres a passar pela menopausa, regulando os níveis hormonais que — uma vez desregulados —provocam os sintomas mais desconfortáveis.

Além disso, ClimaFort® inclui 12 vitaminas e minerais que são especialmente necessários nesta etapa.

ClimaFort® é 100% natural, não contém hormonas nem isoflavonas de soja e não tem efeitos secundários. Também não contém açúcares, lactose nem glúten.

Necessita de mais informação? Se quiser ler opiniões reais de mulheres que experimentaram ClimaFort, pode vê-las aqui:

Marca-ClimaFort

Onde posso encontrar ClimaFort®?

Nas farmácias

Solicite-o com o código nacional: 
C.N.P. 6283275

Também pode interessar-lhe...

Siga-nos no Facebook

Partilhar: