Partilhar:

A Síndrome do Ovário Poliquístico (SOP) pode provocar a acumulação de gordura no abdómen, isto é, na vulgarmente designada barriga. Neste post vamos analisar a que se deve, na maioria das ocasiões, esta acumulação da indesejada gordura e como a evitar.

Antes de mais, é importante deixar claro que a intenção deste post é incentivar os hábitos de vida saudáveis, especialmente em mulheres que sofrem do distúrbio SOP. Contudo, é bom que tenhamos consciência de que, depois de uma certa idade, acumular um pouco de gordura na barriga é algo relativamente comum — mas nada que uma rotina de exercício e uma alimentação saudável não combatam!

Além disso, deves saber que, se tens SOP ou excesso de peso, isso pode afectar-te a vários níveis — causando-te dificuldades em engravidar ou provocando desajustes hormonais no teu sistema endócrino, com consequências como o hirsutismo, o acne e muitas outras.

Por isso, antes das soluções, vamos às explicações! Nestes casos é muito importante percebermos bem qual é a origem do problema…

 

A principal causa do aumento de peso é a SOP

Calcula-se que aproximadamente 80% das mulheres com SOP sofra de resistência à insulina (RI). Entre outros aspetos, a resistência à insulina provoca mais apetite do que o normal, já que, nesses casos, as mulheres têm tendência para sentir vontade de comer alimentos especialmente ricos em açúcares e gorduras. 

Aliás, devido à RI, os níveis de açúcar do seu sangue são mais altos do que deveriam, o que pode provocar um aumento anormal do Índice de Massa Corporal e, consequentemente, um ganho de peso.

Além disso, a RI faz com que o teu corpo não seja capaz de converter a glucose dos alimentos em energia, levando, consequentemente, a que ela se acumule no sangue. Isso, por sua vez, poderá ter consequências indesejáveis, entre as quais o aumento de peso.

Alguns dos sintomas da SOP podem complicar-te a vida mais do que seria de prever. Assim, é importante que regules os teus níveis hormonais de forma natural, para que possas ocupar-te do que é realmente importante!

Assim sendo, se tens excesso de peso, ou se te diagnosticaram SOP ou RI mas queres recuperar o teu peso ideal e adequado às tuas caraterísticas físicas, é importante que tomes algumas medidas no sentido de aumentar a capacidade que o teu organismo tem para absorver o açúcar dos alimentos.

Mas, afinal, o que é que consegues com isso? É simples: consegues reduzir os níveis de açúcar do teu sangue, regular as tuas menstruações e suavizar os sinais externos de hiperandogenismo (como o excesso de peso, o acne ou a alopecia).

Parece que adotar hábitos saudáveis vale a pena, não é verdade?

É precisamente por isso que no Blog Cuídate SOP recomendamos que adotes hábitos saudáveis. Cuidar da tua alimentação e fazer exercício físico com frequência ajudar-te-á a manter um Índice de Massa Corporal (IMC) adequado ao teu corpo.

 

Então, uma vez que já sabemos as causas da acumulação de gordura na barriga, vejamos uma série de conselhos eficazes para reduzir a sua incidência e impedir que se volte a instalar no nosso corpo — o que é uma das preocupações mais insistentes entre as mulheres!

 

Aproveita os alimentos com Ómega 3

Provavelmente já sabes que, se tens SOP, os ácidos gordos Ómega 3 far-te-ão sentir fantástica. Entre outras coisas, estes ácidos gordos ajudam a reduzir o colesterol ‘mau’ (ou LDL). 

Uma das ideias que frequentemente circula entre as mulheres é a de que todas as gorduras fazem engordar. Contudo, a verdade é que determinadas gorduras têm o efeito oposto: ajudam a equilibrar muitos dos níveis que estão desajustados devido à SOP. De facto, essas gorduras saudáveis não te farão ganhar peso — pelo contrário.

Por exemplo, alimentos ricos em Ómega 3 ajudam a aumentar a absorção de insulina de forma natural e a reduzir a gordura corporal, especialmente à volta da cintura. Além disso, contribuem para reduzir o risco de doenças cardiovasculares, o que é evidentemente um ótimo motivo para os ingerirmos sempre que pudermos!

Como vês, são inúmeros os benefícios do Ómega 3!

Alimentos com Ómega 3

Mas, então, onde encontrar Ómega 3? Numa série de alimentos deliciosos como o azeite e o abacate, em peixes como a sardinha, a cavala e o atum, e ainda nos deliciosos frutos secos, que fazem as maravilhas de tanta gente!

 

 

Reduz a ingestão de hidratos de carbono

Também é importante que saibas que um elevado consumo de hidratos de carbono pode piorar a resistência à insulina. Por isso, é fundamental que ingiras muita fibra, ou seja, muitos alimentos integrais. Assim, o nosso conselho é que, quer no caso do esparguete quer no do pão, optes sempre por alternativas integrais, ao invés de opções confecionadas com farinhas brancas.

Lembra-te: evita bolachas, bolos, bebidas açucaradas, bebidas com gás, bem como os demais alimentos processados.

Aliás, e a respeito dos tubérculos, lembra-te que deves evitar todos os que contêm altos índices de amido — como é o caso da batata normal —, optando por alternativas com uma composição nutricional mais amigável — como é o caso da batata doce.

 

 

Alimentos ricos em água são teus aliados

Se estás continuamente com apetite, uma boa forma de o reduzir será comendo, com frequência, alimentos ricos em água (já que o seu efeito saciante te ajudará a controlar a vontade de comer).

Na verdade, um estudo mostra que mais de 1.000 mulheres conseguiram reduzir o diâmetro das suas cinturas aumentando o consumo de água que ingeriam através dos alimentos — sim, isso mesmo, através dos alimentos e não de bebidas!

Mas que alimentos são esses, tão ricos em H2O? Alguns dos alimentos com mais percentagem de água são a melancia, os morangos, o aipo, o ananás, o pepino, o pimento, os espargos, o tomate e os brócolos. E todos eles têm a vantagem de ser deliciosos!

No entanto, convém saberes que, se as frutas estiverem muito maduras, terão certamente uma maior percentagem de açúcar, afetando a resistência à insulina, aumentando os níveis de glucose no teu sangue e, assim, favorecendo o aumento de peso.

 

 

Em cada refeição, um pouco de proteína

Quando consomes cerca de 30% de proteína numa refeição, estarás a ingerir menos calorias. Além disso, o efeito saciante da proteína faz com que demores mais a voltar a sentir fome.

Alimentos com proteína

E a que alimentos podemos nós ir buscar proteína? As melhores fontes de proteína são os ovos, a carne de aves e o peixe. No caso de seres vegetariana, podes também optar por inúmeros legumes, cereais, frutos secos, seitan, tofu, bem como recorrer a sementes, como, por exemplo, ao cânhamo, à linhaça e à chia.

Por outro lado, uma ingestão adequada de proteínas contribui para o aumento da tua massa muscular. E se estás a pensar “se preciso de perder peso, afinal para que quero aumentar a minha massa muscular?”, nós respondemos-te. Porque, com uma maior ingestão de proteína e mais massa muscular no teu corpo, ativas o teu metabolismo e controlas melhor o teu peso! 

E claro que ganhar massa muscular na zona abdominal vai contribuir para a tonificação e alisamento da tua barriga!

 

 

E, para começar, fruta!

Já vimos as razões pelas quais a SOP pode, infelizmente, fazer com que ganhes mais peso. No entanto, na realidade tudo se reduz ao desequilíbrio entre as calorias que comes e aquelas que o teu corpo queima ao longo do dia.

Um truque para travar a forme

Se consumires uma ou duas peças de fruta antes de cada refeição, a tua sensação de fome reduzirá consideravelmente. O consumo de fruta tem um efeito muito saciante, evitando que comas demasiado na refeição que se segue, assim como nas horas seguintes.

E porquê? Porque as frutas contêm uma grande quantidade de água e fibras — sendo que a água aumenta a sensação de saciedade e as fibras ajudam a controlar o apetite desenfreado.

Há, aliás, estudos que provam que o consumo de fruta antes de cada refeição pode, de facto, ajudar a reduzir a gordura corporal — incluindo a da barriga!

 

Exercita-te frequentemente

Outra dica fundamental prende-se com a prática regular de exercício físico. Fazer exercício todas as semanas faz com que as tuas células sejam mais recetivas à insulina e, segundo alguns estudos, um treino pode melhorar a tua sensibilidade à insulina até 16 horas depois de o fazeres.

Além disso, é certo e sabido que, em geral, o exercício ajuda à perda de peso! Por isso, toca a deixar a preguiça de lado, e a tentar praticar, pelo menos, 30 minutos de atividade física por dia.

Uma rotina diária de exercício vai, decerto, ajudar-te no extermínio da gordura abdominal que tanto te incomoda. E se ao início te custar a entrar no ritmo, começa com um treino simples — como uma caminhada longa, por exemplo — e vai aumentando a intensidade da atividade com o passar do tempo.

Ademais, se integrares uma boa dose de abdominais no teu treino verás que o combate à gordura localizada na zona da abdominal será bem mais fácil e rápido.

Por fim, também podes procurar ajuda profissional no teu ginásio e, com um personal trainer, criar um plano adequado às tuas capacidades e aos teus objetivos.

 

 

Mais vegetais, por favor

Quando distribuíres os alimentos pelo teu prato, assegura-te de que os vegetais estão em maior quantidade. Afinal, incluir mais vegetais na alimentação faz com que o teu corpo elimine os excessos de que não necessita e se sacie mais facilmente — o que, por sua vez, te leva a comer menos e com mais qualidade.

Por isso, quantos mais bróculos, espinafres, cenoura, alho francês e tantos outros vegetais incluíres no teu prato, melhor! Decerto verás que o teu corpo agradece com mais saúde e mais elegância.

 

 

Aumenta o consumo de Vitamina D

A Vitamina D contribui para cuidar dos teus músculos e da tua pele. Além disso, sabe-se que baixos níveis de Vitamina D podem diminuir a tua sensibilidade à insulina (isto é, podem aumentar a resistência do teu corpo a essa hormona).

Assim, se tens pouca Vitamina D no teu sistema, é possível que os níveis de açúcar do teu sangue aumentem porque o teu corpo não é capaz de converter esse açúcar em energia. Isso, sim, engorda!

A Vitamina D está presente — embora em quantidades não muito altas — em alguns alimentos como o peixe azul ou o queijo. Mas tu também podes obtê-la apanhando sol durante 10 minutos por dia, nas mãos e no rosto (sem protetor solar, claro) e, preferencialmente, de manhã.

Dito isto, há ainda um outro aliado na luta contra a gordura abdominal — o suplemento PCOS, um suplemento natural em cápsulas, que te vai ajudar a regular a tua menstruação (se sofreres de SOP) e no qual encontrarás a preciosa Vitamina D3, já que contém 116% do valor de Referência de Nutrientes de Vitamina D3.

 

 

Elimina as bebidas açucaradas da tua mesa

Em relação às bebidas com açúcar, é preciso ser-se radical: os refrigerantes açucarados são o maior inimigo do teu peso ideal, de uma barriga lisa e, claro, da tua saúde em geral.

O teu organismo não necessita desses quilos de açúcar, corantes e conservantes. Por isso, cada vez que beberes uma bebida açucarada, imagina a quantidade de calorias que se acumularão no teu abdómen — pode ser que a vontade de a beber desapareça!

Light não é opção!

E outra recomendação fundamental é que não procures alternativas que prometam ter menos açúcar e ser mais ‘leves’. De facto, as bebidas light (ou zero) são quase piores do que as bebidas açucaradas normais porque, ainda que não tenham açúcar, possuem edulcorantes (ou adoçantes) que, com o passar do tempo, podem ter efeitos secundários muito negativos para a tua saúde.

Se estás habituada a beber este tipo de bebidas, convém que te prepares para que, no início, não seja fácil eliminá-las do teu dia a dia. É normal que o teu corpo esteja ligeiramente viciado a todos os químicos e edulcorantes dessas bebidas. Porém, com tempo, persistência e força de vontade, conseguirás substituir os refrigerantes por outras bebidas mais saudáveis.

Aposta na água

E substituí-los por quê? Pela melhor bebida que a natureza tem para nos oferecer: a água. Também podes incluir na tua dieta sumos naturais — mas lembra-te de que não deves eliminar a polpa, pois é nela que se encontra toda a fibra —, infusões e chás com propriedades que te ajudarão a digerir melhor os alimentos e, consequentemente, a perder peso (como é o caso do chá de cavalinha). 

SOP-PCOS

Gostarias de ter uma ajuda extra para regular os teus ciclos?

Bodegón con PCOSPara diminuir os sintomas provocados pela SOP, é essencial fazeres uma dieta equilibrada e manteres-te ativa. Mas, se quiseres uma ajuda extra, temos boas notícias para ti.

Procuras conseguir que os teus ciclos se regulem, suavizando, assim, outros sintomas incómodos (como o hirsutismo, acne, alopecia)? Então, experimenta PCOS, o suplemento alimentar com ingredientes de origem natural que ajuda as mulheres com SOP a sentirem-se melhor.

Como? PCOS ajuda a equilibrar os níveis hormonais que estão desajustados, contribuindo para a regulação dos teus ciclos e aliviando os sintomas associados à SOP.

Já milhares de mulheres experimentaram o PCOS e partilharam as suas experiências no nosso site, no Facebook e na Amazon. Queres lê-las? Reunimo-las aqui:

Opinioes PCOS

Podes comprar PCOS na tua farmácia ou encomendá-lo on-line, aqui. Ah! E se comprares duas caixas ou mais, o envio é grátis 😉

E tu, tens algum truque para reduzir a gordura que se acumula na tua cintura? De que forma te parece possível melhorar os teus hábitos? Conta-nos tudo nos comentários, temos muito gosto em saber.

Além de estarmos no Facebook também estamos no Instagram. E lemos todas as tuas dúvidas, comentários e felicitações! Contacta-nos!

 

 

Onde posso encontrar PCOS®?

Nas farmácias

Solicite-o com o código nacional: 
C.N.P. 6283283

Siga-nos no Facebook

Partilhar: