Partilhar:

A ansiedade pode ser uma resposta a uma ameaça imprecisa ou desconhecida. Por exemplo, imagina que vais andando sozinho por uma rua escura. Podes sentir-te um pouco desconfortável, e talvez com algumas “borboletas” no estômago.

Este tipo de “ataque de ansiedade” está relacionado com a possibilidade de um estranho saltar por trás de um arbusto, ou aproximar-se de alguma outra forma, e causar-te algum tipo de dano.

Esta ansiedade não é o resultado de uma ameaça conhecida ou específica. Pelo contrário, ela vem da visão da tua mente sobre os possíveis perigos que podem resultar da situação. Os sintomas que experimentas são totalmente normais e até mesmo benéficos.

 

ataques de ansiedade

Ataques de ansiedade que são realmente ansiedade

Às vezes, o que algumas pessoas chamam de ataques de ansiedade são experiências de vida realmente normais que nos deixam ansiosos. Essas experiências podem incluir coisas como fazer um exame escolar, casar, tornar-se pai, divorciar-se, mudar de emprego, lidar com doenças e muitas outras.

Mas voltemos ao tema. O certo é que existem diferentes tipos de ansiedade e é importante distinguir entre eles.

 

homem na rua

Transtorno de Ansiedade Generalizada

(PAG) é quando as pessoas se preocupam com uma série de coisas, na maioria dos dias durante seis ou mais meses. Geralmente afecta mais os jovens adultos e as mulheres do que os homens. A ansiedade tem a ver com uma grande variedade de situações e problemas, não apenas com um evento específico. Pode ser difícil controlá-la e encontrar o seu caminho em todas as partes da vida diária.

 

as fobias

As fobias

São medos extremos e irracionais sobre uma coisa em particular. A fobia pode ser tão grande que a pessoa faz de tudo para evitá-lo, mesmo que seja inofensivo. Por exemplo, fobia social é o medo de ser julgado ou envergonhado em público, mesmo em situações cotidianas, como ao comer, falar no trabalho ou ter pequenas conversas.

 

transtorno obsessivo compulsivo

Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

É quando uma pessoa tem pensamentos indesejados, intrusivos, persistentes ou repetitivos, sentimentos, ideias ou sensações (obsessões) que causam ansiedade. Por exemplo, a pessoa pode ter medo de germes e tentar aliviar a ansiedade através da lavagem repetida das mãos ou evitando tocar em coisas como maçanetas de portas. Podem saber que estes pensamentos não são razoáveis, mas ser incapaz de pará-los.

 

aranhas

Transtorno de Stress Pós-Traumático (TEPT)

É uma reação a um evento altamente stressante fora do alcance da experiência diária quando uma pessoa se sente muito insegura ou ameaçada. Estas são experiências duras, tais como guerra, ataque violento (verbal, físico ou sexual) ou um desastre natural. Os sintomas geralmente incluem irritabilidade, ansiedade, flashbacks, pesadelos repetidos e evitar situações que possam trazer de volta memórias do evento.

 

ataques de pánico

Ataques de pânico

Já experimentaste um intenso sentimento de terror, medo ou apreensão, sem nenhuma razão aparente? Se a tua resposta é afirmativa, podes ter experimentado um ataque de pânico. Os ataques de pânico são muitas vezes confusos para que os sofre. São geralmente súbitos e acompanhados de sensações físicas extremamente intensas. Porque os sintomas físicos associados a um ataque de pânico são semelhantes a certas condições médicas graves, é importante descartar quaisquer causas médicas. Os sintomas de um ataque de pânico podem incluir:

  • Palpitações cardíacas, coração palpitante, ou ritmo cardíaco acelerado
  • Suor
  • Sensações de falta de ar
  • Sentimento de asfixia
  • Dor ou desconforto no peito
  • Náusea ou angústia abdominal
  • Sentir-se tonto, instável, com tonturas ou desmaio
  • Sentimentos de irrealidade (desrealização) ou distanciamento de si mesmo (despersonalização)
  • Medo de perder o controle ou enlouquecer
  • Medo de morrer
  • Sensações de dormência ou formigueiro (parestesias)
  • Calafrios ou ondas de calor

 

excesso stress

Sinais e Sintomas de Transtornos de Ansiedade

Muitas pessoas sentem ansiedade em algum momento das suas vidas, não é nada estranho ou inusual. Na verdade, a ansiedade é uma resposta normal a eventos stressantes da vida, no entanto, quando os sintomas de ansiedade se tornam maiores do que os eventos que os desencadearam e começam a interferir na tua vida, eles podem ser sinais de um transtorno de ansiedade.

Um transtorno de ansiedade pode ser debilitante, mas podem ser geridos com a ajuda adequada de um profissional médico. Reconhecer os sintomas é o primeiro passo.

 

preocupação excessiva

1. Preocupação Excessiva

Um dos sintomas mais comuns de um transtorno de ansiedade é a preocupação excessiva. A preocupação associada aos transtornos de ansiedade é desproporcional aos eventos que a desencadeiam e ocorre tipicamente em resposta a situações normais, cotidianas.

Para ser considerado um sinal de trastorno generalizado de ansiedade, a preocupação deve ocorrer na maioria dos dias por pelo menos seis meses e ser difícil de controlar. A preocupação também deve ser grave e intrusiva, dificultando a concentração e realização das tarefas diárias.

 

agitação ansiedade

2. Sentir-se agitado

Quando alguém se sente ansioso, parte do seu sistema nervoso entra em ação. Isto desencadeia uma cascata de efeitos em todo o corpo, como um pulso acelerado, palmas suadas, mãos trêmulas e boca seca.

O seu corpo afasta o sangue do teu sistema digestivo em direcção aos teus músculos, no caso de precisar de correr ou lutar. Também aumenta a tua frequência cardíaca e aumenta os teus sentidos. Embora estes efeitos possam ser úteis no caso de uma verdadeira ameaça, podem ser debilitantes se o medo estiver todo na tua cabeça.

cansaço e ansiedade

3. Fadiga

Estar sempre cansado é outro sintoma potencial do transtorno de ansiedade generalizada. Este sintoma pode ser surpreendente para alguns, já que a ansiedade é comumente associada à hiperatividade ou excitação.

Não está claro se essa fadiga é devida a outros sintomas comuns de ansiedade, como insónia ou tensão muscular, ou se pode estar relacionada aos efeitos hormonais da ansiedade crónica.

No entanto, é importante notar que a fadiga também pode ser um sinal de depressão ou outras condições médicas, pelo que por si só não é suficiente para diagnosticar um transtorno de ansiedade.

 

irritabilidade

4. Irritabilidade

A maioria das pessoas com transtornos de ansiedade também experimentam irritabilidade excessiva. Em comparação com os auto-relatados, adultos jovens e de meia-idade com transtorno de ansiedade generalizada relataram mais do que o dobro da irritabilidade nas suas vidas cotidianas.

Dado que a ansiedade está associada a alta excitação e preocupação excessiva, não é surpreendente que a irritabilidade seja um sintoma comum.

 

insônia

5. Problemas para adormecer

Os distúrbios do sono estão fortemente associados a transtornos de ansiedade. Acordar no meio da noite e ter dificuldade em adormecer são os dois problemas mais relatados. Enquanto a insónia e ansiedade estão fortemente ligados, não está claro se a insónia contribui para a ansiedade, se a ansiedade contribui para a insónia, ou ambos. O que se sabe é que quando o transtorno de ansiedade subjacente é tratado, a insónia muitas vezes melhora também.

 

medos irracionais

6. Medos Irracionais

Medos extremos sobre coisas específicas, como aranhas, espaços fechados ou alturas, podem ser um sinal de fobia. Uma fobia é definida como ansiedade extrema ou medo sobre um objeto ou situação específica. A sensação é grave o suficiente para interferir na tua capacidade de funcionar normalmente.

 

Algumas fobias comuns incluem:

  • Medo de animais ou insetos específicos
  • Medo de eventos naturais como furacões ou inundações
  • Medo de sangue, injecções, agulhas ou lesões
  • Medo de certas situações como um passeio de avião ou de elevador

 

reduzir a ansiedade

Formas naturais de reduzir a ansiedade

Há muitas maneiras naturais de reduzir a ansiedade e ajudar-tea se sentir melhor, incluindo:

Levar uma dieta saudável

Dietas ricas em vegetais, frutas, carnes de alta qualidade, peixe, nozes e grãos integrais podem reduzir o risco de desenvolver distúrbios de ansiedade, mas a dieta sozinha provavelmente não é suficiente para tratá-los.

Consumir probióticos e alimentos fermentados

Tomar probióticos e comer alimentos fermentados tem sido associado à melhoria da saúde mental.

Limitação da cafeína

A ingestão excessiva de cafeína pode agravar os sentimentos de ansiedade em algumas pessoas, especialmente naquelas com transtornos de ansiedade.

 

banner animafort

 

Abstenção do álcool

Transtornos de ansiedade e abuso de álcool estão fortemente ligados, portanto pode ajudar ficar longe de bebidas alcoólicas.

Deixar de fumar

O tabagismo está associado a um risco aumentado de desenvolver um transtorno de ansiedade.

Tentar meditar

Um tipo de terapia baseada em meditação, chamada de redução do stress baseado em atenção, tem mostrado reduzir significativamente os sintomas em pessoas com transtornos de ansiedade.

Eis um video para experimentar uma pequena meditação guiada, mãos à obra!

 

 

Praticar yoga

A prática regular de yoga tem demonstrado reduzir os sintomas em pessoas diagnosticadas com distúrbios de ansiedade.

É importante ter em mente que a ansiedade é um estado passageiro, que pode ser controlado e combatido. Isso sim, se os sintomas persistem é importante contactar com um profissional e procurar ajuda.

 

Um suplemento alimenticio natural e específicoCaixa de animaFort

Se há situações que te superam e o teu humor sofre, há uma maneira natural de te sentir melhor. AnimaFort MULTI® é um suplemento de cápsula vegetal que ajuda a aliviar a ansiedade, depressão ligeira, insónia ou stress naturalmente.

A sua eficácia reside na sua fórmula inovadora baseada em Affron® e 5-HTP, que promovem o relaxamento mental e o equilíbrio emocional adequado.

Se queres conhecer a opinião de outras pessoas que o provoram consulta-as aqui:

 

CTA opinioes AnimaFort MULTI

Onde posso encontrar AnimaFort MULTI®?

Nas farmácias

Solicite-o com o código nacional: 
C.N.P. 6330522

Também pode interessar-lhe...

Sintomas de ansiedade, e tu onde é que os sentes?

Ansiedade e stress Saiba mais Saiba mais Ansioso? Talvez estejas preocupado por um problema no trabalho ou com o teu chefe. Talvez sintas essas borboletas no estômago (e não precisamente das boas) enquanto esperas pelos resultados de um exame...

read more

Siga-nos no Facebook

Partilhar: