D-Chiro-Inositol

Resistência à insulina e alterações hormonais.

 

 

D-Chiro-Inositol no ovário poliquístico

Nas mulheres com síndrome do ovário poliquístico apresenta-se uma deficiência de DCI nos tecidos que conduzem a uma alteração na resposta à insulina. Desencadeiam-se, portanto, fenómenos de resistência à insulina e hiperinsulinémia que têm uma implicação direta nas alterações hormonais próprias desta síndrome.

Como é que o D-Chiro-Inositol (DCI) age na mulher com síndrome do ovário poliquístico?

E

REDUZIR OS NÍVEIS DE ANDROGÉNIOS

O DCI ajuda a reduzir significativamente os níveis de androgénios, principalmente testosterona, que estão anormalmente elevados através de duas vias relacionadas com a resposta à insulina. Por um lado, reduz a produção de testosterona por parte do ovário e por outra parte, aumenta os níveis de globulina fixadora de hormonas sexuais produzida pelo fígado.

E

REGULAR O CICLO MENSTRUAL

A regulação dos níveis hormonais conduzem à regulação do ciclo menstrual e à melhoria noutras manifestações do ovário poliquístico como o hirsutismo ou a acne que, juntamente com as alterações do ciclo menstrual, são as causas principais que motivam a mulher a marcar uma consulta médica.

Quais os sintomas que irão melhorar e quanto tempo devo tomá-lo para começar a notar a melhoria?

O tratamento com DCI, ao agir diretamente sobre um dos desencadeantes do problema, a sinalização da insulina, tem demonstrado um efeito muito abrangente sobre os vários sintomas associados à síndrome: redução do hiperandrogenismo e sintomas relacionados ao mesmo como a oligo ou anovulação e às alterações da pele tais como hirsutismo ou acne; a acantose nigricans provocada pela hiperinsulinémia.

Por outro lado, não devemos esquecer que nestas mulheres a resistência à insulina envolve um maior risco de sofrerem de doenças cardiovasculares e diabete tipo II. O tratamento com o DCI provou ainda reduzir os fatores de risco que se prendem com estas doenças, como por exemplo a dislipidemia, hipertensão e resistência à insulina.

Os efeitos sobre as alterações hormonais notam-se em poucas semanas. Em intervenções curtas de 6-8 semanas verifica-se iimediatamente uma melhoria significativa nos problemas de an/oligo-ovulação. Outros sintomas como alterações da pele, acne e hirsutismo necessitam de mais tempo de tratamento para observarem-se melhorias.

Tem algum efeito sobre a fertilidade?

E

Gravidez e infertilidade

O hiperandrogenismo na Síndrome do ovário poliquístico é responsável por problemas de oligo e/ou anovulação nestas mulheres provocando infertilidade ou subfertilidade. A regulação dos ciclos menstruais pelo tratamento com DCI tem, evidentemente, um efeito direto sobre os problemas de fertilidade nas mulheres que sofrem dessa síndrome.

E

Sucesso da fertilização

Por outro lado, nestas mulheres verificou-se ainda um maior stress oxidativo a nível do folículo que traz implicações sobre a qualidade do óvulo e, portanto, no que toca ao sucesso no processo de fertilização. Nesse sentido o DCI possui ainda um papel de redução do stress oxidativo a esse nível.

PCOS®, o suplemento alimentar que a irão ajudar a melhorar

PCOS® é um suplemento alimentar 100% Natural que contém D-CHIRO-INOSITOL, ACIDO FÓLICO, GLUCONATO DE MANGANÊS, BIOTINA; Vitamina B5, Vitamina D3, Vitamina B6, Vitamina B12. A completa formulação de vitaminas e minerais faz com que a PCOS® seja recomendado por sociedades científicas sendo que contribui para a melhoria e o controlo dos sintomas próprios da Síndrome do Ovário Poliquístico.

Tamben pode interesar-lhe…

Siga-nos no Facebook

SÍNDROME DO OVÁRIO POLIQUÍSTICO

Ajudamo-la a que consiga aquilo que mais deseja

FERTILIDADE E OVÁRIO POLIQUÍSTICO

Ajudamo-la a conseguir aquilo que mais deseja