A estreita relação entre a resistência à insulina e a SOP

Diagnosticaram-te Síndrome do Ovário Poliquístico e falaram-te sobre a resistência à insulina e agora estás mais perdida do que nunca? Bem-vinda ao Blog Cuide-se, no qual falamos sobre a relação entre ambos os temas. Hoje falamos-te da relação entre resistência à insulina e ovários poliquísticos.

A insulina é uma hormona que é segregada de forma natural através do pâncreas. O seu objetivo principal no teu organismo é o de ajudar na transformação dos açúcares que consomes em energia aproveitável.

O que é a resistência à insulina?

A insulina só está presente no sangue por curtos períodos de tempo (menos de 15 minutos). Se ocorrer um problema metabólico, a insulina vai-se regenerando, embora tal possa, eventualmente, destruir a capacidade do teu pâncreas, deixando de ser mais produzida.

Por outras palavras, a insulina é uma hormona que envia uma ordem às células para que possam processar o açúcar que ingeres.

 

Resistencia a la insulina y SOP - LAboratorios Niam PCOS

Já a resistência à insulina é um fenómeno que ocorre quando as células não têm capacidade para reconhecer a insulina. 

Isso significa que, quando comemos, as células não são capazes de processar o açúcar (o combustível de que, na verdade, necessitam para funcionar) e tal resulta:

  • na acumulação de açúcar no sangue;
  • numa maior produção de insulina do que o normal;
  • em mais fome, porque as células não se alimentam devidamente.

Tudo isto deriva de um colapso do pâncreas, que deixa de ser capaz de produzir esta hormona. E isto é, aliás, precisamente aquilo a que chamamos Diabetes.

 

La relación entre ovarios poliquísticos y diabetes - Blog Cuídate

A Diabetes tipo 2 é um tipo de transtorno baseado no fenómeno de resistência à insulina e que pode demorar anos até se manifestar.

Quem sofre deste transtorno deve impor certas restrições na sua dieta e certas regras no seu estilo de vida, tais como:

  • levar a cabo mudanças significativas nos seus hábitos alimentares;
  • submeter-se a uma rotina de exercício físico;
  • tomar medicação para controlo dos níveis de insulina por via oral, já que, em geral, não é necessário injetar insulina no organismo destes pacientes.
    Margen_blanco

A estreita relação entre a resistência à insulina e os ovários poliquísticos

A SOP (Síndrome do Ovário Poliquístico) é um tipo de transtorno endócrino-metabólico cujas causas, atualmente, não foram ainda totalmente apuradas.

Contudo, e ainda que não haja causas conhecidas, a resistência à insulina está muito relacionada com este distúrbio.

Aliás, está comprovado que cinco a sete em cada dez mulheres que sofrem de SOP, independentemente do seu peso, têm tendência a sofrer de resistência à insulina.

 

resistência à insulina e ovários poliquísticos

Hiperinsulinémia, resistência à insulina e ovários poliquísticos

A resistência à insulina é um fator que causa hiperinsulinémia.

A insulina tem a capacidade de estimular a síntese de androgénios (hormona masculina) nos ovários, o que tem diversas consequências diretas no corpo humano. São elas:

  • Ausência de ovulação, provocada pelo aumento de androgénios. Este aumento reduz a maturação folicular e aumenta a possibilidade de vires a sofrer de ovários poliquísticos. Estes quistos produzem-se porque o ovário é incapaz de libertar o óvulo e, portanto, dá-se um fenómeno designado por inovulação (ausência de ovulação).
  • Acne e excesso de pelo facial e corporal. Devido à resistência à insulina, a síntese normal da hormona SHBG vê-se reduzida e dá-se um aumento dos androgénios livres – as hormonas masculinas que provocam esta série de sintomas tão desagradáveis.
  • Excesso de peso e dificuldade em perdê-lo. O excesso de peso aumenta os níveis de estrogénios devido à proliferação dos androgénios nos tecidos gordurosos. Essa proliferação, por sua vez, faz com que o nível de gordura no nosso corpo aumente, sendo cada vez mais difícil perdê-la.
  • Ansiedade e instabilidade emocional. O aumento de estrogénios faz com que os níveis de dopamina e a produção total de  opióides no cérebro diminuam, produzindo um aumento da libertação de LH. Aumentando os níveis de LH, aumenta também a síntese de androgénios e a produção de insulina. E tudo isso dificulta o desenvolvimento folicular e a ovulação, levando mesmo à inovulação.

 

Todas estas evidências reforçam a teoria de que realmente existe uma relação entre a resistência à insulina e os Ovários Poliquísticos, ainda que alguns especialistas considerem que algumas destas relações são, todavia, pouco claras.

Por isso, e com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pacientes, continuamos a falar sobre estes temas.

SOP-PCOS

Como posso regular os meus ciclos?

Ainda que a SOP não tenha uma cura conhecida, há certas medidas que podes tomar para te sentires melhor, regulando os teus ciclos menstruais.

Contudo, é possível que o teu organismo necessite de um pequeno empurrão paras se regular. Nesse sentido, existem diferentes suplementos naturais destinados a aliviar os sintomas da SOP.

Nós, recomendamos-te PCOS® – um suplemento que, pela sua fórmula exclusiva de D-Chiro Inositol e vitaminas, demonstrou ter altos níveis de eficácia na regulação dos ciclos das mulheres que o experimentaram.

 

O que é PCOS®?

PCOS® é uma ajuda 100 % natural para a SOP, em forma de cápsulas. Não contém lactose, glicose ou glúten e podes tomar a cápsula inteira ou misturá-la num iogurte, num batido ou mesmo na tua refeição favorita.

Caja_PCOS_ovario-poliquistico

A grande diferença entre PCOS® e outros suplementos é que PCOS® contém D-Chiro Inositol, uma substância que já existe de forma natural no corpo humano. Contudo, as mulheres com SOP têm-na em níveis muito mais baixos (ou mesmo inexistentes), precisando, por isso, de repor os seus níveis.

Convém que saibas que D-Chiro Inositol não é o mesmo que Inositol. O Inositol está presente em inúmeros alimentos, mas para ser eficaz na regulação dos ciclos das mulheres com SOP deve converter-se em D-Chiro Inositol. Contudo, esta transformação implica um processo complexo durante o qual se perde a maioria das suas propriedades e, portanto, a sua eficácia.

Graças à sua elevada percentagem de D-Chiro Inositol, PCOS® é extremamente eficaz, equilibrando os níveis hormonais das mulheres com SOP (isto é, fazendo justamente o que o seu corpo necessita) e regulando os seus ciclos menstruais!

E com PCOS® apenas terás que tomar uma cápsula por dia! ?

Necessitas de mais informações sobre PCOS? Dá uma vista de olhos a este artigo e consulta as opiniões reais de mulheres que já experimentaram PCOS:

Ficaste a saber mais sobre a resistência à insulina e a sua relação com a Síndrome do Ovário Poliquístico? Gostaste deste artigo? Então, deixa o teu comentário! Adoraríamos saber mais sobre ti!

SOP-PCOS

Partilhar:

PCOS® é um suplemento alimentar que contribui para o alívio dos sintomas da Síndrome dos Ovários Poliquísticos como o acne ou a menstruação irregular.

como encomendar pcos®

COMPRAR ONLINE

A partir de 2 caixas, o envio é grátis

300 509 108

De segunda a sexta-feira das 8 ás 16h (telefone fixo nacional)

NA SUA FARMÁCIA
Solicita PCOS® com:
  • nome do produto 
  • Se não encontrares o produto desejado na tua farmácia de confiança, lembra que o farmacêutico pode encomendá-lo com o Código Nacional Português6283283.
Se não conseguires encontrar o suplemento nas farmácias da tua área, escreve a: consultas@laboratoriosniam.com.

Posts relacionados

AS NOSSAS REDES SOCIAIS

Pcos®