Partilhar:

Quando falamos em infertilidade feminina? 

Falamos de infertilidade feminina ou de esterilidade quando a mulher não engravida, depois de um ano de tentativas por meio de relações sexuais regulares e sem uso de contraceção. Contudo, para mulheres com mais de 35 anos, o período a partir do qual se pode falar em infertilidade é de apenas 6 meses.

Também estamos perante um quadro de infertilidade feminina quando o organismo da mulher não consegue levar a gravidez até ao fim. Sabemos que, para que uma gravidez singre, é necessário que ocorra a formação e libertação do óvulo a partir dos ovários, a sua chegada ao útero, a fixação do óvulo (fecundado pelo espermatozoide) na parede uterina e o posterior desenvolvimento do feto até ao tão esperado nascimento.

Ora, se houver algum problema nalguma destas etapas, a gravidez pode não avançar e também aí lidamos com uma situação de infertilidade.

 

casal no médico

Quais são as causas mais comuns de infertilidade?

Apesar de em 10% dos casos não ser possível identificar uma causa específica para a infertilidade, nos restantes, elas são facilmente identificáveis. Por isso, aqui dizemos-te as causas de infertilidade feminina mais comuns:

  • À medida que envelheces também os teus ovários libertam menos óvulos e também o útero se torna num ambiente cada vez menos propício ao alojamento do óvulo fecundado. Por isso, se queres ser mamã, não adies!
  • Problemas na ovulação (identificáveis através de períodos irregulares)
  • Insuficiência ovariana primária, ou seja, quando os ovários deixam de funcionar devidamente (e que, normalmente, acontece antes dos 40 anos)
  • Síndrome de Ovário Poliquístico (SOP) é um descontrolo hormonal que pode levar à formação de quistos nos teus ovários e, consequentemente, impedir uma menstruação regular e até a fecundação dos teus óvulos
  • Doença inflamatória pélvica
  • Endometriose
  • Doenças da tiróide
  • Ter feito uma interrupção voluntária da gravidez
  • etc.

No caso de ser o teu parceiro quem sofre de infertilidade, deves saber que há razões dificilmente contornáveis como a dilatação das veias dos testículos ou a baixa capacidade de movimento dos espermatozoides.

 

banner produto pcos

 

Contudo, há fatores relacionados com o estilo de vida que, como casal, ambos podem controlar. Falamos de:

  • Consumo de álcool e drogas
  • Fumar muito e com regularidade
  • Tomar medicamentos em excesso
  • Fazer exercício em excesso

Em todo o caso, o que é verdadeiramente importante é que o casal se apoie verdadeiramente nestes cenários, e que não se foque na ideia de que um deles é o responsável pela dificuldade em engravidar. Não existem “culpas” a atribuir!

 

 

infertilidade feminina

Como se trata a infertilidade?

São vários os tratamentos possíveis para tratar a infertilidade, dependendo das causas que a originam:

  • Fertilização in vitro que consiste na fecundação do óvulo em laboratório precedida de estimulação hormonal e monitorização da tua ovulação.
  • Doação de gâmetas — o termo usado para referir espermatozoides ou óvulos. Esta técnica consiste no uso de células sexuais de um doador, seguidos de inseminação ou fertilização in vitro.
  • Microinjeção de gâmetas, uma técnica através da qual o espermatozoide é diretamente introduzido no óvulo, em laboratório.
  • Inseminação intrauterina, um tratamento que induz a ovulação, através da administração de hormonas por via subcutânea.

 

sop e infertilidade

Tens SOP mas queres ser mãe — é possível?

Nem todas as mulheres que sofrem de SOP são necessariamente inférteis. Podem, contudo, ter algumas dificuldades e menores chances de engravidar, já que o SOP provoca: períodos irregulares, stress oxidativo, e menor quantidade de óvulos.

Contudo, sim, é possível seres mãe e o primeiro passo é seguires as dicas indicadas para todas as mulheres com esta síndroma:

  • Manter um peso saudável, não estando acima do IMC (índice de massa corporal)
  • Evitar café, tabaco, álcool e gorduras saturadas
  • Seguimento com acompanhamento profissional dos teus níveis hormonais

 

Existe alguma ajudinha extra?

AlConcevit + PCOSém destes conselhos, deves tomar um suplemento natural como PCOS. Feito à base de D-chiro inositol, ácido fólico, biotina, vitamina B6, B12 e D, PCOS contribui para a regulação da atividade hormonal das mulheres com SOP. Também ajuda à diminuição do teu nervosismo, cansaço e fadiga — o que torna o teu organismo mais propício a engravidar.

Recomendado por 8 em cada 10 mulheres, este suplemento natural deve ser tomado uma vez por dia, prevenindo ainda a temida queda de cabelo e o aparecimento de acne.

No entanto, se és uma mulher com SOP e estás e tentar engravidar, não te pode esquecer que a toma de suplementos naturais não substitui uma alimentação saudável, equilibrada e completa, assim como um regime de atividade física adequado e, claro, uma boa rotina de sono.

Por isso, informa-te sobre a SOP, sobre o que significa e implica a infertilidade e segue todas estas dicas para que as chances de seres mamã aumentem o mais possível!

Os motivos para que te custe engravidar são muito variáveis, desde o peso, a idade, a alimentação, os hábitos e o stress, estes são os mais comuns. Se o teu corpo não tem os nutrientes suficientes para gerar uma nova vida, vai-te custar mais engravidar. Por isso recomendamos que suplementes a tua alimentação com Concevit, já que te vai dar uma dieta mais equilibrada e rica em nutrientes, vitaminas e minerais, principalmente nesta fase da tua vida.

 

preparar gravidez

Onde posso encontrar PCOS®?

Nas farmácias

Solicite-o com o código nacional: 
C.N.P. 6283283

Dores menstruais — causas mais comuns

Ajuda a regular o seu período Saiba mais   Saiba mais   As dores menstruais afetam entre 25% a 60% das mulheres em idade fértil – podendo levar a que estas abdiquem de muitas das tarefas do seu dia a dia – e, por vezes, até mascaram...

read more

Siga-nos no Facebook

Partilhar: