Partilhar:

Desde que a menstruação entra nas nossas vidas, há uma coisa que sabemos que vai ou vai acontecer: a famosa menopausa vai entrar nas nossas vidas.

Já nos falaram sobre isto, afrontamentos insuportáveis, que as oscilações de humor não podem ser controladas, que o apetite sexual diminui, que se é o momento de maior plenitude para as mulheres, que se isto, que se aquilo e que se o outro. Mas vemos isso como algo distante, algo que nos vai acontecer na casa dos 50. Mas…

 

menopausa precoce

O que acontece quando a menoausa chega mais cedo?

Para começar, a menopausa é a fase da vida de uma mulher em que os ovários deixam de ser activos, já não há produção de estrogénio e a menstruação desaparece. Estas são as alterações físicas habituais, mas esta diminuição das hormonas também implica uma série de alterações psicológicas. Mudanças repentinas de humor, insónia ou depressão são sintomas que podem levar uma mulher a sentir-se insegura.

A maioria das mulheres passam pela menopausa em torno da idade de 51, mas nem sempre é assim. Para algumas mulheres, a menopausa ocorre antes mesmo dos 40 anos. A isto chama-se menopausa precoce.

 

sintomas da menopausa precoce

Sintomas da menopausa precoce

Os sintomas da menopausa precoce são semelhantes aos da menopausa regular. Afrontamentos, mudanças de humor, períodos irregulares ou alterados, distúrbios do sono, redução do desejo sexual e secura vaginal são bastante comuns. Para algumas mulheres, esses sintomas podem ser particularmente graves.

 

mulher e a sua nai procurando informação na net

A menopausa precoz é como a normal, só que antes?

É um erro assumir que a menopausa precoce é o mesmo que a menopausa normal, excepto que ocorre mais cedo. Existe um conjunto distinto de preocupações físicas e emocionais quando os ovários de uma mulher se tornam insuficientes numa idade jovem. Isso inclui um maior risco de doença cardiovascular e osteoporose. A fertilidade é afetada, e esta é, sem dúvida, uma grande preocupação para muitas mulheres com esta alteração.

 

lidar com a menopausa precoce

Lidar com a menopausa precoce

A maioria das mulheres que experimentam a menopausa precoce descreve-o como um choque. De repente, sentem-se “fora de sintonia” com outras mulheres da sua idade, não esperavam ter que enfrentar este tipo de desafios e decisões neste momento das suas vidas. É importante permitir-se sofrer e reconhecer as tuas emoções. Uma boa rede de apoio pode ajudar-te a gerir com sucesso os impactos que isto pode ocasionar na tua vida.

 

causas da menopausa precoce

Sabemos quais são as causas da menopusa precoce?

Às vezes, a causa é óbvia – quimioterapia, radiação pélvica, ou cirurgia para remover os ovários pode induzir a menopausa literalmente de um dia para outro. Defeitos cromossômicos ou doenças auto-imunes também podem desempenhar este papel.

banner

Mulheres cuja avó, mãe ou irmã passaram pela menopausa precoce têm um risco inerentemente maior e também é mais provável em mulheres que começaram a menstruar em tenra idade e nunca tiveram filhos.

Aqui entra também um termo pouco conhecido. Falência Ovárica Prematura (FOP) é o termo usado quando os ovários de uma mulher deixam de funcionar normalmente, resultando em alguns sintomas da menopausa.

 

doutor

E as causas da Falência Ovárica Prematura?

As causas da FOP incluem fatores genéticos (irregularidades cromossômicas, particularmente a síndrome X frágil e síndrome de Turner) ou um processo auto-imune. A infecção viral também pode desempenhar um papel importante. Algumas mulheres com FOP também podem sofrer outras doenças auto-imunes, como a doença de Addison (problemas adrenais), ou sofrem outras perturbações endócrinas, como a doença da tiróide.

Se és menor de 40 anos e começas a experimentar ciclos menstruais irregulares e / ou outros sintomas da perimenopausa (tais como afrontamentos, insónia, dores de cabeça, ou secura vaginal), considera o seguimento dos teus ciclos e ovulação com um diário, isto pode ajudar-te a ti e ao teu médico a ver padrões e fazer um diagnóstico mais preciso.

 

diagnosticar FOP

Diagnóstico da Falência Ovárica Prematura

Uma vez que a maioria dos prestadores de cuidados primários não atende um grande número de mulheres com FOP, podem não ter experiência suficiente para diagnosticar, responder a perguntas sobre, ou fornecer a melhor avaliação. Na verdade, a maioria das mulheres relata ter visitado vários médicos antes de receber o diagnóstico correcto.

Isto significa que é muito importante para ti compreender o teu corpo, registar quaisquer alterações ou preocupações e procurar um especialista, se necessário.

 

aborda a menopausa precoce

Como abordar a menopausa precoce?

O tratamento dependerá da intensidade dos sintomas, mas o que realmente resolve o problema é o tratamento de reposição hormonal com estrogénio e progesterona. No entanto, nem todas as mulheres são elegíveis para tratamento. Infelizmente, não pode ser aplicado a todas as mulheres pela existência de problemas circulatórios, cardiológicos ou história familiar de cancro de mama, por exemplo.

A dieta também é crucial nesta fase. Nesse sentido, os especialistas concordam sobre a necessidade de dissipar o mito de que o ganho excessivo de peso é normal na menopausa justificado por alterações hormonais, e, portanto, é seguir uma dieta personalizada que inclui uma ingestão adequada de cálcio, uma ingestão suficiente de vitamina D e um controle de calorias para ingerir.

Além disso, os fitoestrogénios, presentes nas sementes, frutos secos, grãos, leguminosas, cereais e frutos devem ser parte da tua vida quotidiana para combater os sintomas.

 

Uma ajuda extra contra os sintomas?

Há uma boa notícia, é que atualmente existem métodos que ajudam o corpo a regular os níveis hormonais de forma 100% natural e sem efeitos secundários.

Para aliviar os sintomas uma boa opção é ClimaFort®, um suplemento alimentar à base de cápsulas que ajuda a aliviar os sintomas da menopausa precoce e da menopausa naturalmente. ClimaFort já ajudou centenas de mulheres a aliviarem os seus afrontamentos e outros sintomas da menopausa como insónia, irritabilidade ou ansiedade.

ClimaFort atua depois de um período de 4 a 6 semanas a tomá-lo e é eficaz em 8 em cada 10 mulheres. O tempo em que começa a fazer efeito depende dos níveis hormonais de cada mulher.

Consulta as opiniões reais de mulheres que já experimentaram ClimaFort, podes vê-las aqui:

botão opiniões

 

Onde posso encontrar ClimaFort®?

Nas farmácias

Solicite-o com o código nacional: 
C.N.P. 6283275

Também pode interessar-lhe...

A que idade começa a menopausa? Descobre a resposta

Menopausa sem afrontamentos Saiba mais   Saiba mais   A que idade começa a menopausa? Que sintomas vou sentir? Muitas mulheres passam décadas das suas vidas a controlar os sintomas que acompanham a menstruação. Inchaço, cãibras, alterações de...

read more

Siga-nos no Facebook

Partilhar: