Partilhar:

O que é a Síndrome do Ovário Poliquístico (SOP)?

A Síndrome do Ovário Poliquístico, mais conhecida por SOP, é um distúrbio hormonal que leva à formação de microquistos nos ovários. Esta doença causa menstruação irregular, assim como uma elevada produção da hormona masculina, a testosterona, entre outros sintomas de que vos falaremos. Podemos dizer que existe SOP quando se verificam no mínimo dois dos seguintes fatores:

  • a oligomenorreia – ou seja, uma menstruação irregular, escassa ou pouco frequente;
  • a menorreia – ou seja, a ausência total de menstruação;
  • a anovulação – isto é, quando os ovários não libertam o óvulo durante o ciclo menstrual.
  • a hiperandrogenia – a presença excessiva de hormonas masculinas no corpo da mulher;
  • a deteção de quistos nos ovários através de um exame para o efeito.

 

populaçao afetada pela sop

 

Qual é a população mais afetada?

A SOP afeta, sobretudo, mulheres em idade reprodutiva. A percentagem da população feminina afetada por esta doença é de 6%, o que representa em média uma em uma cada 12 mulheres.

 

sintomas Ovário Poliquístico

Quais os sintomas que vais notar no teu corpo?

Já ficou dito que a SOP leva a ciclos menstruais irregulares – muito fortes, muito fracos ou mesmo inexistentes – o que constitui, de facto, o sintoma mais fácil de identificar. Contudo, há muitos outros sintomas que, aliados a este, podem levar ao diagnóstico da SOP. Os mais frequentes são os seguinte:

  • alterações visíveis na tua pele, desde simples oleosidade, grandes erupções cutâneas e acne ou mesmo manchas escuras na zona da nuca;
  • cabelo fraco ou escassa;
  • excesso de pelos no rosto e ao longo de todo o corpo;
  • mudanças de humor, explicadas pelas alterações hormonais;
  • aumento de peso, sobretudo na região abdominal.

  sintomas da sop

  Os sintomas menos comuns — porém mais graves ­— são:

  • dificuldade em engravidar ou, em casos mais graves, infertilidade;
  • ansiedade, depressão ou outros distúrbios do foro psicológico;
  • aumento do risco de doenças cardiovasculares e de diabetes tipo w (no caso da SOP se verificar em mulheres que sofram de obesidade);
  • hipertensão arterial;
  • surgimento de apneia do sono.

 

diagnostcio sindrome Ovário Poliquístico

Como é que a SOP é diagnosticada

Já lhe dissemos quais os sintomas mais comuns da SOP a que deve estar atenta, bem como os aspetos mediante a presença dos quais se pode aferir a presença desta síndrome. No entanto, é sempre necessário um acompanhamento médico como em qualquer alteração visível – e que possa preocupar-te – no teu corpo.  

 

banner produto pcos

 

Assim, quando consultares um médico, deves estar preparada para:

  • responder a perguntas sobre o teu historial clínico familiar;
  • fazer análises ao sangue, de forma a verificar os teus níveis hormonais;
  • fazer uma ecografia pélvica ao útero e aos ovários, mediante a qual o médico poderá confirmar (ou não) a presença de ovários poliquísticos.

Mas, como mulheres, devemos estar conscientes de que muitas de nós vivem com esta condição – de certa forma crónica – sem que esta alguma vez seja diagnosticada, sobretudo quando os sintomas não nos condicionam de forma nenhuma na nossa vida diária. No entanto, é claro que o diagnóstico precoce pode evitar eventuais complicações futuras. Além disso, existem diversas estratégias ao alcance da tua rotina que podem ajudar-te a minimizar os efeitos desta síndrome.  

 

vida saudavel para aliviar os sintomas

Como tratar ou atenuar os sintomas da SOP

As causas por trás da SOP ainda não são totalmente conhecidas. Contudo, sabemos que é caraterizada pela resistência à insulina e por fatores genéticos e hormonais que podem ser agravadas por condições ambientais desadequadas e estilos de vida pouco saudáveis. Por isso, opta por uma vida pautada por boas escolhas, como:

  • uma dieta equilibrada e, eventualmente, recomendada por um nutricionista;
  • prática de exercício físico regular;
  • uso de uma pílula adequada a esta síndrome;
  • utilização de medicamentos que estimulem a menstruação;
  • uso de fármacos que controlem os níveis de testosterona;
  • atividades e formas de relaxamento que te ajudem a controlar a ansiedade e a reduzir o stress.

 

 

 

Bodegón con PCOSUma ajuda extra para aliviar os sintomas da SOP

Por fim, para completar tudo isto, podes ainda optar por um suplemento natural como o PCOS. Este suplemento é bastante seguro, já que não tem quaisquer efeitos secundários, e extremamente acessível, sobretudo porque não precisas de receita médica para o adquirir.

Além disso, sendo um suplemento 100% natural, é composto por estrato de alfarroba e rico em ingredientes como a Vitamina B6, que ajuda a regular a tua atividade hormonal e o teu sono, e o Ácido Pantoténico, que facilita o processamento metabólico da testosterona (hormona masculina que ocorre em excesso no sistema endócrino das mulheres com SOP).

Assim, com apenas uma cápsula por dia de PCOS, podes contar com uma ajuda na regulação dos teus ciclos menstruais e, depois de um a três meses de utilização do suplemento, com o alívio dos sintomas mais frequentes como o acne ou até a queda de cabelo! A prova de que o PCOS é um ótimo aliado para quem sofre da Síndrome do Ovário Poliquístico é a satisfação das oito em cada dez mulheres que o experimentaram e que o recomendam. Queres ser uma delas?

 

BOTAO OPINIOES

 

  Junta-te ao nosso grupo de FB  

Onde posso encontrar PCOS®?

Nas farmácias

Solicite-o com o código nacional: 
C.N.P. 6283283

Siga-nos no Facebook

Partilhar: