Partilhar:
Quando lhe diagnosticam Síndrome do Ovário Poliquístico (SOP) – ou quistos nos ovários –, a mulher encontra-se numa situação estranha: por um lado, sente um grande alívio porque, por fim, sabe o que está a acontecer no seu corpo; por outro lado, surge-lhe um milhão de perguntas sem resposta.
 
Porque é que tenho esta síndrome? Poderei ter filhos? O que é a resistência à insulina e como está relacionada com esta síndrome?  Ter quistos nos ovários é perigoso? 
 
É natural que, se és uma mulher em idade fértil recentemente diagnosticada com SOP, te surjam estas questões e muitas outras. Por isso, é muito importante que te informes adequadamente e que procures um bom profissional que te possa aconselhar, conhecendo o tema em profundidade.
 
Por exemplo, devido ao fenómeno da desinformação é muito habitual que muitas mulheres pensem que os Ovários Poliquísticos são sinónimo de infertilidade. Contudo, na realidade há muitíssimas mulheres com esta doença que tiveram mais do que uma gravidez de sucesso.

 

O que significa ter quistos nos ovários?

Os quistos nos ovários são uma espécie de bolsa preenchida com fluído. Formam-se no interior dos teus ovários e o seu tamanho pode variar desde poucos milímetros a vários centímetros – mais concretamente, quando a SOP é diagnosticada os quistos costumam ter entre dois a nove milímetros de diâmetro.

E como surgem estes quistos? Produzem-se quando o ovário não é capaz de expulsar, durante a menstruação, os óvulos que produziu. Assim, ao ficarem dentro do ovário, os óvulos vão-se transformando em pequenos quistos que provocam uma forma irregular no ovário.

quistos nos ovários

Mas a boa notícia é que estes quistos raramente causam complicações!

Não obstante, há que ter em conta que, em alguns casos concretos, os quistos não estão desprovidos de risco. Assim, se tens SOP, recomendamos-te que consultes regularmente um médico para que este faça um seguimento adequado deste distúrbio e possa aconselhar-te de acordo com o que lhe parecer mais adequado ao teu caso.

De seguida falamos-te de algumas das complicações que podem ocorrer se tens SOP, mas é importante que compreendas que estas são POUCO FREQUENTES e que, por isso, ocorrem em poucos casos.

Margen_blanco que perigos tem quistos nos ovários

Principais complicações relacionadas com os quistos nos ovários

    • Dores intensas: os quistos nos ovários podem causar-te dores intensas que, por sua vez, podem ser combatidas com um analgésico adequado. Margen_blanco
    • Desequilíbrios emocionais: as alterações hormonais causadas pela SOP podem provocar mudanças de humor bruscas e estados de espírito menos agradáveis que vão da irritabilidade à tristeza. No entanto, deves lembrar-te que estas mudanças também ocorrem em mulheres que não têm qualquer patologia, já que as oscilações hormonais são consequências próprias (e naturais!) dos ciclos menstruais. Margen_blanco
    • Torção ovárica: em determinados casos, os quistos podem levar a uma torsão no teu ovário, e da qual poderá derivar um quadro de infertilidade. Nos cenários mais graves, esta torção pode impedir a chegada da corrente sanguínea ao teu ovário e, consequentemente, pode ocorrer uma complicação conhecida por necrosis de ovário – um problema que, provocando quadros de inflamação no ovário, pode fazê-lo entrar em choque séptico.
      Margen_blanco

 

    • Rutura do quisto do ovário: esta é a complicação mais grave que pode ocorrer quando tens quistos nos ovários. Se o quisto se romper pode chegar a produzir hemorragias internas. Num cenário destes, deves dirigir-te a um médico imediatamente.
    • Peritonitis: quando se fala em peritonite faz-se referência a uma inflamação na zona da membrana da mucosa abdominal. O primeiro sintoma é uma dor intensa que se trata facilmente com fármacos. Contudo, deves estar sempre atenta!Margen_blanco
    • Infertilidade: não é em todos os casos de SOP que a infertilidade pode ocorrer e, em alguns deles, pode ser apenas temporária. Contudo, se tens quistos nos ovários e gostarias de ter filhos, recomendamos-te que vás a um especialista de forma a que possas encontrar a melhor solução para ti sem que te prives desse desejo de maternidade.
    • Cancro: não é frequente que o cancro no ovário ocorra como consequência da SOP. Aliás, só um número mínimo de casos de quistos nos ovários é que chegam a produzir cancro. Se isso acontecer, a paciente terá que submeter-se aos tratamentos habituais, em combinação com uma cirurgia. Calcula-se, no entanto, que os quistos mais complicados – e que podem ser malignos – representam apenas cerca de 15% dos mesmos. Além disso, nota que os tumores de ovário surgem frequentemente associados a cancro sobretudo no caso de mulheres com mais de 40 anos.

 

Se te disseram que tens muitos quistos acumulados nos ovários e se desejas tirá-los (ou o médico decidiu que isso é o mais conveniente), o mais habitual é drená-los. Contudo, nos casos mais extremos, também se pode recorrer à cirurgia para eliminá-los. SOP-PCOS Como vês, nem sempre é perigoso ter quistos nos ovários, mas é totalmente recomendável que a mulher que sofra desse distúrbio tenha um controlo continuado e seja acompanhada por um profissional de saúde. Com a ajuda de um médico especializado, tu, que sofres de SOP, poderás saber tudo sobre o estado do teu corpo e que medidas tomar para cuidares dele. Margen_blanco

 

Existe algum remédio para os quistos nos ovários?

Ao mesmo tempo que não se sabe qual é a causa exata da Síndrome dos Ovários Poliquísticos, também não se conhece também nenhuma cura.

Porém, há métodos naturais que te podem ajudar a regular os teus ciclos e a recuperar, assim, o controlo sobre o seu corpo. PCOS® é um suplemento em cápsulas que ajuda as mulheres com SOP a regular as suas menstruações no espaço de dois a quatro meses desde que começam a tomá-lo. 

 

 

É 100% natural e a sua eficácia reside na sua capacidade de equilibrar os teus níveis de DCI, que se encontram anormalmente baixos se fores uma mulher com SOP. Com este nivelamento, o teu corpo conquista novamente o equilíbrio, expulsando os óvulos presos nos teus ovários de maneira natural, e fazendo desaparecer paulatinamente os sintomas mais habituais da SOP.

E atenção: PCOS® não é um tratamento hormonal, nem um método contracetivo! É, como dissemos, um suplemento 100% natural, o que significa que não tem efeitos secundários e que pode ser tomado em combinação com a pílula, metformina etc.

Queres saber mais? Consulta as opiniões reais de jovens mulheres que experimentaram PCOS. Lê-as aqui:

 

Opinioes PCOS

 

Gostaste desta publicação? Segue-nos na nossa página de Facebook para que possas acompanhar todas as nossas notícias, ofertas e promoções. Ah! E não te esqueças de deixar o teu comentário, de nos contar a tua história e de nos colocar todas as tuas perguntas… Gostamos de saber de ti!SOP-PCOS

Here you can create the content that will be used within the module.

Onde posso encontrar PCOS®?

Também pode interessar-lhe…

Siga-nos no Facebook

Partilhar: