Partilhar:

A Síndrome de Ovarios Poliquísticos  ou SOP é uma alteração hormonal que afeta a entre 6 a 10% das mulheres em idade fértil. Está relacionado con as hormonas reprodutivas e também interfere no sistema metabólico. Hoje falamos sobre alimentação para os ovários poliquísticos.

Dicas de alimentação para os ovários poliquísticos para se sentir melhor

A SOP pode provocar diferentes sintomas como períodos irregulares ou ausência deles, excesso de pêlo en cara e corpo, acne ou sobrepeso entre outros desconfortos.

Por isso, se lhe diagnosticaram SOP ou crê que pode tê-la, o seu organismo lhe agradecerá que siga uma alimentação equilibrada, priorizando sempre aqueles produtos que lhe fazem sentir-se melhor.

Neste post falaremos de alimentação para os ovários poliquísticos e dos alimentos que melhor servirão ao seu corpo. Se os converter como habituais na sua dieta, se sentirá menos inchada e ajudará a regular esses desequilíbrios tão frequentes nas mulheres com SOP.

Criámos 6 grupos distintos e é importante que tenha em conta que o saudável é um equilíbrio entre eles.

alimentação para os ovários poliquísticos

Verduras de folha verde

O primeiro passo para falar de alimentação para os ovários poliquísticos são as verduras! Os vegetais fazem bem por muitas razões e as verduras assim como as hortaliças de folha verde podem ser suas aliadas na  luta diária contra os sintomas da SOP.

Este tipo de vegetais contém muita fibra, pelo que ajudam a expulsar o que o seu corpo não necessita. Além disso, favorecem a saúde intestinal e tem poucas calorias, estando cheias de nutrientes e antioxidantes, componentes muito benéficos para a sua saúde.

Entre as melhores para si, podemos recomendar-lhe o agrião, a alcachofra, o bróculos, os espinafres, a alface, a couve e a rúcula.

Uma de suas grandes vantagens é que a maioria delas pode ser comida como mais gostar: cruas ou cozidas. Tenha em conta que se comê-las cruas, por exemplo uma salada, mantem intactas as suas propriedades, pelo que o seu aproveitamento será muito maior. 

As outras hortaliças da horta

Segunda parada da alimentação para os ovários poliquísticos: as hortaliças. Como referimos anteriormente, existem hortaliás que alem da folha verde, devem ser recomendadas pelas suas inumerosas propiedades nutricionais.

Entre as mulheres que lhe farão sentir bem pelo índice glicémico, estão ls berinjelas, a cebola, abobrinha, espargos, pepino, pimenta, alho-poró, cebola.

Talvez se pergunte porque não recomendamos o tomate… é porque este tem um índice glicémico medio, pelo que se sofre de resistência à insulina, recomendamos que o tome com moderação e melhor ainda se estão ainda um pouco verdes ou ainda não demasiado maduros.

Fruta fresquinha e de temporada

As frutas podem converter-se numa das suas fontes de vitaminas. Têm propiedades antioxidantes e diversas vantagens que as tornam muito atrativas a nível nutricional.

O problema é que certos tipos de frutas têm muito açúcar e isso pode afetar-lhe caso sofra de resistência à insulina ou se quer perder peso. A solução para as frutas na alimentação para os ovários poliquísticos? Escolher aquelas que têm um menor índice glicémico e mais fibra.

No Blog Cuide-se SOP podemos recomendar-lhe as cerejas, ameixas, torannjas, pêssego, damasco fresco, mançã, laranja, morango, kiwis y pêras.

Além do mais, deve evitar as frutas em calda e priorizar sempre as de temporada.

También é melhor que as coma inteiras, mas se preferir fazer sumos, há um par de coisas que deve saber: ao passá-la por um liquidificador e retirar-lhe a polpa, você fica com os açúcares (maus) e elimina a fibra (mau também).

Zero dramas: inclua a polpa que lhe sobra no sumo ou num yogurt natural e assim aproveitará todos os seus benefícios que isso lhe oferece.

Os cereais, sempre integrais

Cereais e farinhas integrais

Isto é aplicável para a alimentação para os ovários poliquísticos e no geral para todas as pessoas do planeta terra: é melhor para a sua saúde e para a do bem ambiente se escolher cereais integrais.

Integral significa que tem o grão inteiro, quero dizer, em que não se eliminou a pele que o cobre. Por isso tem essa cor mais escura. Essa pele é pura fibra e a fará sentir-se fenomenal. Igual aos vegetais de folha verde, ajudam o seu corpo a expulsar o que não necessita.

As farinhas brancas que existem no pão, na massa ou no arroz branco são nocivas para a sua saúde, digerem-se antes e, (más notícias), engordam. Além do mais, não ajudam precisamente a manter os seus níveis de açúcar no sangue num grau saudável.

Contudo, os produtos integrais ajudam que a libertação da glucose no sangue seja mais lenta. Por outro lado, ajudam-lhe a controlar o peso: favorecem a que se sinta saciada e com isso reduzirá a vontade em comer outros alimentos.

Por isso, escolha sempre que possa pão integral, arroz integral, pasta integral, quinoa integral e outros cereais como aveia… integrais também ?

Ah! E não tropece: o pão de forma que parece integral, não o é na maioria das vezes já que leva uma quantidade pequena de cereais integrais e uma parte maior de ingredientes artificiais como açúcares, conservantes e potenciadores de sabor que o seu corpo não necessita.

Priorize sempre produtos frescos e na qual conhece a sua origem e como dizemos, escolha aqueles que possa comprar no mercado ao invés de ir ao supermercado.

Posso comer glúten se tenho SOP?

Em certas ocasiões não pergunta pela conveniência de consumir glúten e a respeito deste tema há muitas opiniões. O certo é que atualmente não há estudos consideráveis que atribuam à mulher com SOP uma dieta com ou sem glúten.

Mas sim, existem indícios de que una dieta rica em produtos com glúten em pessoas que em princípio n4ao s4ao intolerantes pode derivar num aumento de alergias e intolerâncias, e eum mulheres com doenças como endometriose ou SOP o abuso do glúten pode chegar a produzir a doença celíaca.

Por isso, e já que a tomada de glúten não é imprescindível ao organismo, recomendamos evitá-lo ou ao menos reduzi-lo na sua dienta. Tenha em conta que os principais cereais que contêm glúten são o trigo, centenio e a cevada. 

Alimentación equilibrada y Síndrome de ovarios poliquísticos

As proteínas, essas grandes desconhecidas

A proteína é um macronutriente que intervem na constituição dos músculos, tendões e órgãos do seu corpo. Para o caso que tratamos, uma das melhores características das proteínas é que não eleva os níveis de glicose no sangue. Além disso, a sua digestão é um pouco mais complexa e por isso aumenta a sensação de saciedade.

Se tem SOP escolha proteínas baixas em gordura. A maioria das fontes de proteína procedem dos animais como aves, carne magra de porco (lombo, filé mignon ou lombo de vaca). Também se sentirá bem com o peixe pelos seus altos níveis de Omega-3 como a sardinha, a cavala, o atum ou o salmão.

Se é vegetariana ou prefere consumir outro tipo de alimentos, puedes recorrer às leguminosas como como o grão de bico, lentilhas, ervilhas, que também fornecem proteína e potássio.

Gorduras sim por favor… mas boas

Um pouco de história:Nos anos 70 e 80 descobriu-se a relação entre o consumo de gorduras e o sobrepeso. Então demonizou-se a gordura como algo mau que tinha de se evitar a todo o custo.

A indústria reagiu rápido: apareceram os produtos light, que tinham menos gordura e o mesmo sabor mas… Como o conseguiram? Adicionando outro ingredientes artificiais, entre eles açúcares refinados e potenciadores de sabor.

Felizmente, vivemos num tempo em que temos bastante mais informação e formas de buscá-la. Hoje sabemos que as gorduras são muito importantes numa alimentação equilibrada para a absorção de certos nutrientes essenciais. Por isso, é importantíssimo saber diferenciar entre gorduras boas e gorduras más. 

Desde que as escolha bem e as coma com moderação, estará proporcionando ao seu corpo uma fonte de energia importante. Para diferenciá-las, deve saber as que as que procedem de fontes naturais são as que lhe assentam melhor. Como já vimos no Facebook, entre as gorduras boas existem dois tipos:

  • Gorduras insaturadas monoinsaturadas, como o abacate, as amêndoas, as azeitonas ou o azeite.
  • Gorduras insaturadas poliinsaturadas como os omegas 3 e 6 e que encontra nos peixes gordos (sardinhas, salmão, anchovas, etc) ou nas nozes.

SOP-PCOS

Como vê, a alimentação tem um papel fundamental na sua saúde e pode ajudar-lhe a sentir-se melhor. Como saberá, a SOP não se cura, mas pode fazer com que ela se desactive se conseguir equilibrar os seus níveis hormonais e de insulina com uma boa alimentação, exercício frequente e um suplemento eficaz.

Se quer contribuir para que o seu organismo regule os níveis hormonais de forma natural, pode recurrer a PCOS®, uma pequena grande ajuda para sentir-se melhor.

Descubra PCOS® cápsulas

PCOS - Síndrome do Ovário Poliquístico

PCOS®  é um suplemento em cápsulas que ajuda a equilibrar os níveis hormonais nas mulheres com SOP.

O melhor de PCOS®  é que não é um tratamento hormonal. Ao ser 100% natural, não tem efeitos secundários nem interações com outros medicamentos.

Se adotar uma alimentação equilibrada e combiná-la com PCOS®, ajudará o seu corpo a regular-se de forma natural para recuperar o controlo.
SOP-PCOSPara obter mais informações, pode tambén consultar as opiniões reais de raparigas que experimentaram PCOS aqui:

Estamos a preparar um monte de conteúdos interessantes sobre alimentação e SOP. Por exemplo, dentro de pouco tempo publicaremos um post com recomendaçõs para raparigas vegetarianas com SOP ?

Gostamos de saber de si. Pode deixar-nos o seu comentário, sugestão, agradecimento ou crítica um pouco mais abaixo ?

Onde posso encontrar PCOS®?

Também pode interessar-lhe…

Siga-nos no Facebook

Partilhar: